Esporte

Paulo Afonso - Bahia - 29/08/2017

Ingressos encalham e jogo do Brasil na quinta deve ter clarões nas arquibancadas

Estadão conteúdo
Divulgação
Na capital gaúcha, todos sabem que o Brasil irá jogar em Porto Alegre, mas muitos demonstram desco
Na capital gaúcha, todos sabem que o Brasil irá jogar em Porto Alegre, mas muitos demonstram desco

Apesar de toda a mobilização e entusiasmo pelo fato de o jogo ser na "terra" de Tite, a CBF está tendo dificuldades para conseguir vender ingressos para a partida entre Brasil e Equador, nesta quinta-feira, às 21h45, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Na véspera da partida, ainda restam 20 mil bilhetes à venda para o jogo na Arena do Grêmio.

Com capacidade para 55 mil torcedores para este confronto, a expectativa da CBF quando anunciou a partida para Porto Alegre era até mesmo de recorde de renda em jogos da seleção, mas isto não irá acontecer. Dificilmente a partida não terá clarões nas arquibancadas.

Na capital gaúcha, todos sabem que o Brasil irá jogar em Porto Alegre, mas muitos demonstram desconhecimento sobre a data do jogo e até mesmo sobre o local da partida. Muitos até acreditam que o jogo está marcado para o Beira-Rio, estádio que sediou partidas da Copa de 2014.

O único local da Arena do Grêmio que já teve seus bilhetes esgotados é o Norte Inferior, que fica atrás de um dos gols. O setor não possui assentos - o local recebe torcidas organizadas do time gaúcho em dias de jogos - e tem as entradas mais "baratas".

O alto preço dos ingressos pode explicar a procura abaixo do esperado. Contra o Equador, o bilhete mais em conta custa R$ 160, e apenas as entradas vendidas por este valor estão esgotadas. Agora, quem quiser ver o jogo da arena gremista terá de desembolsar pelo menos R$ 280 - estudante paga meia. E isso para ver o jogo também de trás de um dos gols, mas desta vez em setor com assentos


Últimas

1 até 20 de 292   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Quem Administraria Melhor o Brasil em 2018?











Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados