Esporte

Paulo Afonso - Bahia - 06/08/2017

Vitória encara Flamengo hoje, às 11h, em busca de um impulso na tabela

Fernanda Varela
Reprodução

Vai ser com sol na cabeça, suor e sacrifício, mas, desta vez, o Vitória precisa embalar. Às 11h, o Leão enfrenta o Flamengo no Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro, em busca de um impulso para deixar a zona de rebaixamento cada vez mais distante. 

Hoje, o rubro-negro ocupa a vice-lanterna do Campeonato Brasileiro, com apenas 16 pontos, mas o clima é favorável. Com a chegada do técnico Vagner Mancini, que assumiu o time há duas rodadas, o clima mudou. Além de empatar em 0x0 com o Cruzeiro, no Mineirão, e vencer a Ponte Preta por 3x1, no Barradão, o time está mais confiante. É perceptível.

Perceptível e necessário. Apesar de dar sinais de que vai embalar, o Vitória não vai ter moleza. O adversário está com sangue no olho e precisa voltar a vencer no Brasileirão. Apesar de figurar na primeira metade da tabela, o Flamengo vive uma fase delicada. Dos últimos seis jogos que disputou, venceu apenas um. Jejum que tem incomodado.

Para a partida, Vagner Mancini vai ser forçado a fazer algumas mudanças. Sem Uillian Correia, suspenso, ó técnico deve escalar Fillipe Soutto. Outra alternativa, menos provável, é que o zagueiro Renê Santos seja improvisado na função. 

Outra possível alteração é no gol. Mancini já havia avisado que faria um rodízio entre os goleiros e garantiu que estava na dúvida de quem iria a campo, mas o esperado é que Fernando Miguel volte a assumir as luvas e recupere seu posto de titular.

Outros dois atletas que se contundiram recentemente, seguem fora. O meia Carlos Eduardo, que foi cortado da lista de relacionados momentos antes do jogo passado, contra a Ponte Preta, na quarta, está com um edema na coxa. Já Cleiton Xavier ainda se recupera de uma lesão grau 1 na posterior da coxa e segue fora de combate.

Também estão vetados da partida o volante e capitão do time, Willian Farias, que se recupera de uma distensão no joelho, além do atacante Kieza e do volante José Welison, ambos em recuperação de cirurgia. O zagueiro Fred, que se recondiciona fisicamente, também não joga.

Cabeça boa
Um dos motivos destacados por Mancini para a recuperação do Vitória, é o emocional, que está sendo trabalhado diariamente por ele.

“Tenho um time que joga em velocidade, que marca forte, que é incessantemente agressivo no começo da partida. Estou satisfeito em termos de entrega, atitude. Isso tem que ser muito valorizado. Não vou entrar no mérito do que aconteceu antes da minha chegada. Só não pode achar que está bom. Não está. Essa é a verdade. Ainda estamos muito distantes, vamos ter que quebrar muita pedra no caminho. Mas o time está muito disposto”, avalia.


Últimas

1 até 20 de 281   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Qual sua opinião sobre a Câmara de Vereadores de Jeremaobo:




Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados