Bastidores

Paulo Afonso - Bahia - 12/06/2018

Tiro curto

Luiz Brito DRT/BA 3.913
Foto: Reprodução

A campanha para governador, senador, deputado federal e deputado estadual deve começar a entrar em campo para valer após a Copa do Mundo, que começa esta semana.

Será uma campanha de tiro curto, com três meses, e que em princípio favorece os candidatos que de uma forma ou de outra são conhecidos da população.

Principalmente, quem já exerceu ou exerce um mandato. A pesquisa do fim de julho dará uma noção melhor do quadro. Até lá permanecem as visitas, reuniões, a campanha de fato fica para julho.

Investindo em Paulo Afonso

O deputado federal Aleluia (DEM) tem jogado as suas fichas para formar uma base eleitoral sólida em Paulo Afonso, de onde espera sair como o mais votado candidato à reeleição em outubro.

Um dado para os candidatos

Nesta eleição boa parte da população deverá deixar de comparecer às urnas. Em se confirmando, será o sintoma claro de que o eleitor cansou de eleger políticos falsos salvadores da pátria como Elmar Nascimento, Benito Gama, Jorge Sola e tantos outros.

Em qualquer pesquisa que for feita a classe política vai sempre aparecer com baixos índices de popularidade. E isso reflete no eleitorado. Não será surpresa se em Paulo Afonso ocorrer uma abstenção recorde

Órfão de liderança

A base governista em Paulo Afonso não tem um nome que possa ser visto como uma futura nova liderança.  Acomodou-se nos cargos de confiança e não criou um líder político regional com densidade eleitoral.

Já a oposição tem o bem avaliado Jean Roubert, e o Mário Barreto, como referências de votos. Logo, não se admirem se o governo indicar o ex-prefeito Paulo de Deus, o vereador Marcondes Francisco ou até mesmo Anilton, em 2020.

Aposta aberta

Ontem pela manhã, numa boa roda política, se discutiam previsões de quantos votos o candidato a deputado estadual, Anilton Bastos Pereira (PODEMOS) deverá obter. Os mais otimistas apostavam em 25 mil votos. Não dá para fazer uma projeção, mas seria um bom parlamentar estadual.

Basta na política

Neste mês todos os olhos estarão voltados para a Copa do Mundo, na Rússia, principalmente, para os jogos do Brasil. No período deverá haver uma pausa política dos candidatos. A partir de julho a campanha começa com toda força e se saberá quem de fato tem café no bule.

Modelo

O número de comissionados na prefeitura de Paulo Afonso aumenta mais de 300% na gestão de Luiz de Deus. Os valores impressionam, estamos deixando Donald Trump e Kim Jong-un com os queixos caídos quando ao assunto é diplomacia política. 

 


Últimas

21 até 40 de 1889 « Primeiro   « Anterior     Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Quem vai ser o campeão da Copa do Mundo 2018?











Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados