Geral

Paulo Afonso - 13/02/2010

RANGEL REPUGNA ALIANÇA COM CÉSAR BORGES

Gusmão Neto
Foto: Evilásio Júnior/ BN

O líder do PT na Assembléia Legislativa da Bahia, deputado Paulo Rangel, contatado pelo Bahia Notícias sobre as costuras políticas do seu partido nesta eleição, surpreendeu ao trazer uma declaração para lá de bombástica. Ele não quer, em hipótese alguma, uma aliança com o senador César Borges (PR) na chapa petista e acrescentou que se essa composição ocorrer pode, inclusive, resultar na derrota do governador Jaques Wagner. Com uma declaração mais do que anti-carlista, o parlamentar foi enfático e arrematou que o chefe do Executivo baiano "está tão bem que não precisa de César para ganhar a eleição. Eu não votarei jamais nele (César Borges), porque traição não se premia nem quando se trata de opositor e o acho um traidor. Não vamos dar um emprego de oito anos a ele. Nós vencemos o carlismo e não precisamos deles para permanecer no governo. Volto a enfatizar que jamais votarei em César Borges. Não podemos fazer política dessa forma", disparou Rangel. O deputado não economizou nas demonstrações de antipatia ao republicano e se comprometeu a levar para frente a sua postura.


Últimas

1 até 20 de 2238   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

O/a leitor/leitora confia na segurança das vacinas contra o novo coronavírus?



Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados