Economia

Paulo Afonso - Bahia - 11/08/2020

‘Ufa’: comércio respira com o novo decreto

Luiz Brito
Foto: Divulgação

Os sucessivos decretos da prefeitura com o fechamento parcial do comércio,  bares e restaurantes (somente Delivery), igrejas, academias e similares,  trouxeram preocupações ao comércio local e provocaram reações de algumas entidades. Além disso, mesmo sem circulação noturna no centro e nos bairros, a cidade foi remetida ao 'lockdown'; com entidades e empresários se manisfestando negativamente a respeito do decreto da prefeitura. Um deles  lamenta a falta de planejamento por parte das autoridades. 

A decisão também afetou negativamente os taxistas , com a falta de pessoas nas ruas e a competição dos motoristas de aplicativo, as corridas ficaram praticamente nulas nesses últimos dias.

Os comerciantes e empresários,  reagiram negativamente à decisão do Executivo e nesta terça-feira,11, o governo finalmente compreendeu que o fechamento do comércio em nenhum momento foi o responsável pelo aumento gradual do numero de casos da Covid-19 em Paulo Afonso.

O empresário Francisco Rodrigues Neto, foi o primeiro a levantar essa bandeira. Com o novo decreto, este mais flexivel , pelo ao menos até o dia 31/08 o setor lojista abrirá de segunda a sexta das 08h às 17 horas;  e aos sábados das 08 às 14. Supermercados das 06h às 20h; sábados das 06h, às 14h;  domingos (fechados); Serviços: Salão de beleza, escritório e afins das 08h, as 17h, de segunda a sexta-feira. As informações constam  em boletim  divulgado conjuntamente pela Ascopa, CDL, Sinpa, Sincopa e Sindsuper.

 


Últimas

1 até 20 de 1944   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Você acha que a Prefeitura deve liberar o comércio, manter como está ou fechar de vez?




Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados