Política

Paulo Afonso - Bahia - 05/08/2020

Inchaço afeta serviço essencial em Paulo Afonso

Luiz Brito
Foto: Divulgação

Ao mesmo tempo em que aumentou os gastos com a contratação de cerca de 400 comissionados, a Prefeitura de Paulo Afonso compromete o repasse de verbas que pode atingir serviços essenciais ligados à saúde e assistência social.

Os cargos comissionados, que têm os maiores salários da administração, são apontados como uma das causas de uma provável crise financeira na prefeitura. O prefeito Luiz de Deus inchou a PMPA em pleno ano de eleições. A maquina não aguenta. Logo, estima-se que quem quer que seja o futuro prefeito, este terá necessariamente que enxugar

Os valores pagos com o chamado "primeiro escalão", que incluem secretários, assessores e outras cargos de confiança do prefeito Luiz de Deus (PSD), saltaram em alta escala neste ano de eleição. É difícil que ocorra, mas numa extrema casualidade, se viesse  se reeleger, LD iniciaria o próximo mandato envolto numa crise política inimaginável. 

"O quadro de comissionados está inchado. Não tem necessidade disso e a prefeitura poderia estar economizando muito dinheiro", disse o vice prefeito Flávio Henrique  Magalhes Lima 

Na administração, prefeito, secretários e assessores evitam comentar o assunto.

 

 


Últimas

1 até 20 de 6646   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Você acha que a Prefeitura deve liberar o comércio, manter como está ou fechar de vez?




Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados