Política

Paulo Afonso - 24/06/2010

Ex-prefeito de Paulo Afonso é enquadrado na Lei da ficha limpa e pode ficar oito anos inelegível

Bob Charles DRT/BA 3.913
Divulgação

Paulo Afonso (BA) - A Câmara de Vereadores de Paulo Afonso julgou na terça-feira, (22/06) as contas 2008, ultimo ano da gestão Raimundo Caires, prefeito. Em síntese os vereadores Antonio Alexandre (DEM), Osildo Alves (PTN), Marquinhos do Hospital, (DEM) Dinho (PP) e Juvenal Teixeira (PDT) apenas confirmaram a parecer do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) que havia opinado pela reprovação das contas. O líder da bancada de oposição Celso Brito Miranda, José Gilson Fernandes, Aroldo do HNAS, Daniel Luís (PSDB) e Regivaldo Coriolano da Silva, votaram contra o parecer do TCM. "Com  este resultado, o ex Prefeito, que atualmente é filiado ao PMDB e almeja disputar uma vaga na Assembléia Legislativa nas próximas eleições, fica inelegível pelo longo período de oito anos, já que o veredicto foi proclamado após a entrada em vigor da chamada Lei da ficha limpa", explicou o advogado Paulo Lopis - Assessor jurídico da Câmara. O ex-prefeito teria desviado de cerca de R$ 1 milhão do FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e Básico e de Valorização do Magistério). Raimundo Caires, que assim como o ex-prefeito de Itamaraju, Frei Dilson não teme a Lei da Ficha Limpa e pretende ser candidato a deputado, deve apelar da decisão ao Tribunal de Contas da União (TCU) em Brasília.

 


Últimas

1 até 20 de 6320   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Voce conhece alguém que tenha testado positivo para o Covid-19>



Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados