Economia

Paulo Afonso - Bahia - 30/09/2017

Iniciativa privada detém 60% da capacidade de geração de energia instalada no Brasil

Correio da Bahia
Divulgação

A iniciativa privada detém 60% da capacidade de geração de energia instalada no Brasil. É o que informa um levantamento da Thymos Energia, que ainda apontou que as empresas privadas também são responsáveis por 39% da transmissão (que interliga o sistema) e 71% da distribuição (que entrega a energia ao consumidor final).

Os números cresceram nesta quarta-feira (27), quando quatro usinas que pertenciam à Cemig foram leiloadas e incorporadas por investidores privados. Até então, a fatia de mercado deles era de 59%.

Nenhuma empresa brasileira se candidatou ao leilão. Os indicativos apontam que serão os estrangeiros os principais investidores do setor. A privatização da área de energia ocorreu nas empresas de distribuição, a partir de 1997, no governo de Fernando Henrique Cardoso. Naquele momento, houve grande resistência política e de servidores públicos contra a privatização das usinas de geração.

A expansão da geração na última década, porém, ocorreu com leilões à iniciativa privada. A maioria teve como vencedor grupos locais como Odebrecht e Camargo Corrêa, que acabaram investigadas na Operação Lava Jato. Dos 40% ainda em poder de empresas públicas, 35% são da Eletrobras, que o governo estuda como privatizar.


Últimas

1 até 20 de 1467   Próximo »   Último »
Busca



Enquete

Qual sua opinião sobre a Câmara de Vereadores de Jeremaobo:




Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados