Opinião

Paulo Afonso - Bahia - 29/09/2017

O combate é o silêncio

Por: Luiz Brito DRT\BA 3.913
Divulgação

A “esquerda” em Paulo Afonso, cuja maior referência  ainda é o líder da chamada minoria na Câmara Municipal de Vereadores, Antonio Alexandre dos Santos (PMDB), não tem poupado críticas ao prefeito interino Flávio Henrique Magalhães Lima. Entretanto, o efeito pode ser justamente o contrário. Sabe aquela história, fale mal, mas fale de mim? É isso que vai acontecer com esses ataques frontais ao advogado, ex-procurador do município, ex-secretário do Meio Ambiente e agora pelo sim, pelo não prefeito. Aliás, o único nascido em Paulo Afonso a assumir a prefeitura. A maioria de quem tem simpatia por “Flavinho” não vai mudar de ideia e os ataques tentado enfraquecer o agora “prefeito”, e a palavra chave para essas investidas permanentes é: vingança. Só que nunca vi a vingança chegar a algum lugar e solucionar os problemas. Ao contrário, na maioria das vezes, quem está se vingando, entra numa espiral viva de escuridão e acaba sendo vítima da sua própria vingança. O combate é o silêncio. Esse tipo de onda se forma e se desfaz naturalmente no oceano. Quanto mais se preocuparem e atacarem o Flávinho, mais ele vai crescer.

 

 


Busca



Enquete

Quem Administraria Melhor o Brasil em 2018?











Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados