Opinião

Paulo Afonso - Bahia - 14/06/2017

Tres vivas a ele

>Redação Luiz Brito DRT 3.913
Divulgação

O gesto de independência do líder do governo na Câmara, Jean Roubert (PTB) que com efeito gerou certo desconforto e constrangimento ao prefeito, em nada mudou a linha de raciocínio do gestor em relação aos rumores de que este trocaria Jean por Marconi Daniel na liderança da base governista na Câmara. Se assim o fizesse teria trocado 12 por meia dúzia. É que Jean é anos luz mais hábil que MD em todos os sentidos. Só empatam no quesito dos pais. Ambos têm os tutores trabalhando na e para prefeitura. Contudo, o prefeito precisa começar a se preocupar com o rendimento morno de pelo menos dois dos seus secretários que apesar de há quase seis meses no exercício da função estão mais perdidos do que cego em tiroteio. Uma das fragilidades do secretariado do gestor está no Turismo, Indústria e Comércio. O Regivaldo Coriolano está aturdido, incapaz tanto de fazer quanto de simplesmente compreender. Para encurtar, Regi deve estar se mantendo no cargo talvez devido aos seus olhos azuis, porque se for por outra razão seria mais prudente pedir o afastamento E a verdade daí decorrente é que, em cinco meses, a situação do turismo só se agravou, sob o domínio da incompetência e da perplexidade.

 

 


Busca



Enquete

Você é a favor ou contra a privatização da CHESF?



Votar Resultado
Adiquirindo resultado parcial. Por favor aguarde...


Todos os direitos reservados